Teatro

James Blunt

Janeiro de 2012

James Blunt

James Blunt surpreendeu Porto Alegre ao entrar pelo corredor de acesso do público, no Teatro do Sesi, nesta segunda-feira (16). Com pouco menos de 15 minutos de atraso, vestindo calças jeans e uma blusa cinza, o britânico interagiu com a plateia que o ovacionava em pé. O hitmaker está no país para a turnê de seu mais novo álbum “Some Kind of Trouble” (2010), após uma pausa de quase dois anos – o ex-militar abriu o show de Elton John em São Paulo, no ano de 2009.

Ao lado de uma banda em extrema harmonia, iniciou o espetáculo ao som de “So Far Gone”, seguido da badalada “Dangerous”. No entanto, foi “Billy”, música composta para o seu amigo, que colocou o público para cantar em coro. Um fã clube não-oficial trouxe cartazes escritos “Oh Billy” para serem erguidos durante o refrão. “Queremos fazer o mesmo efeito do show de Paul McCartney”, explica Rita “Blunt” (como a própria se autodenomia), mencionando o show do ex-Beatle em Porto Alegre onde cartazes foram levantados ao som de “Hey Jude”.

Foi apenas após a quarta música que Blunt conversou com os fãs em inglês. “É muito bom ver vocês e seus rostos felizes”, disse o cantor britpop, seguindo com “Carry you home”, “These are the words” e “I’ll take everything”. Blunt osou, ainda, misturar ao longo do espetáculo os hits melosos com sons mais pesados, com batidas próximas ao rock’n’roll, não deixando espaço para suspiros prolongados. Fãs desesperados gritavam por um pouco de atenção ao pé do palco, e após a óbvia “I’ll be your man”, uma mulher tentou dar-lhe um beijo na boca.
O ápice do show foi em “Same Mistake” quando as luzes voltaram-se para o cantor ao piano que fazia dueto com o público em pé. O show terminou com o bis já esperado de “Stay the Night” e “1973”.

Matéria: G1