Teatro

Placido e Nádia Figueiredo

AS MAIS BELAS CANÇÕES DE TODOS OS TEMPOS FORAM INTERPRETADAS POR PLACIDO DOMINGO JUNIOR E A SOPRANO BRASILEIRA NÁDIA FIGUEIREDO.

NO TEATRO DO SESI, DIA 28 DE MAIO DE 2017, ESTE SHOW FEZ PARTE DAS COMEMORAÇÕES DOS 20 ANOS DO TEATRO DO SESI.

 De um encontro mágico nas redes sociais, em 2014, às gravações de uma música e um videoclipe. Isso só podia render bons frutos e foi o que aconteceu. ‘Juntos’ é a turnê, no Brasil, que iniciou no final de maio e vem para coroar a parceria entre a soprano brasileira Nádia Figueiredo e o barítono mexicano Plácido, filho do famoso tenor Plácido Domingo.

A estreia foi no dia 25 de maio de 2017, no Rio de Janeiro, no complexo cultural Cidade das Artes, onde vão receber como convidado especial, o renomado artista João Donato. Depois, eles se apresentam em Curitiba, São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Recife e Campos dos Goitacazes – RJ

Acompanhados pelos músicos João Carlos de Assis Brasil (piano), Antón Caballo (violino), Alexandre Ito (contrabaixo) e Ary Dias (percussão), os artistas emocionaram com um repertório conhecido do grande público, com american standards, clássicos Italianos, franceses e um pouco de música brasileira.

Além dos números solo de cada um, em ‘Juntos’, Nádia Figueiredo e Plácido farão dueto em seis canções: “The way you look tonight” (letra de Dorothy Fields e música de Jerome Kern), que foi a música escolhida por eles para gravar um clipe  (https://www.youtube.com/watch?v=ALPewrvPIZ0&feature=share), além de “Garota de Ipanema” (Antônio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes), “Manhã de Carnaval” (Luiz Bonfá e Antônio Maria), “La vie en Rose” (letra de Édith Piaf e música de Louis Gugliemi), “Sous le ciel de Paris” (Hubert Giraud e Jean Drejac) e “Parla Più Piano” (letra de Larry Kusi e música de Nino Rota).

“Já se passaram três anos desde a gravação do nosso primeiro dueto. Eu sempre tive o imenso desejo de cantar com o Plácido no Brasil. É um sonho que está se realizando e sou muito grata por ele ter confiado e acreditado em mim. Espero que todos gostem do que estamos preparando para essa turnê”, diz Nádia, que fez a sua primeira parceria com o barítono, em 2015, na gravação de “Lacrime D’inchiostro”, no estilo pop com vozes líricas. O primeiro encontro da dupla aconteceu quando Plácido esteve pela primeira vez no Brasil. Ele convidou o soprano para prestigiar a apresentação do seu pai no “Amazônia Live”, projeto socioambiental do “Rock in Rio”. “Me sinto muito feliz e com uma imensa alegria de visitar o Brasil novamente. Eu tive o prazer de colaborar com a Nádia em duas gravações e foi lindo o resultado. Agradeço a ela de todo coração pela confiança em mim e por ter me escolhido como parceiro profissional para uma maravilhosa turnê em seu país. Será uma experiência única e inesquecível”, comenta Plácido, que, além de cantor, também é compositor e produtor.

Plácido é natural da Cidade do México e se apaixonou pela música desde cedo. Já compôs músicas para grandes artistas, como Plácido Domingo, Sarah Brightman, Luciano Pavarotti, Diana Ross, Tony Bennett, entre outros. Foi produtor, compositor e cantor no álbum “Amore Infinito”, do seu pai, lançado em 2009, com canções inspiradas nos poemas de João Paulo II e que foi top ranking da revista Billboard, na categoria top classical crossover. Em 2010, estreou como cantor, em parceria com o premiado produtor e ganhador do Grammy, Juan Cristobal Losad, no EP “Songs for Christmas / Canciones de Navidad”. Já se apresentou em vários países, como México, Uruguai, Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Inglaterra, Itália, China, Armênia, Eslováquia, Letônia e Sérvia, entre outros. Em 2014, foi uma das atrações do festival iTunes, em Londres. Em 2016, na Espanha, participou de vários concertos ao lado da Orquestra, Coro & Philharmonia, sob a batuta do Maestro Pascual Osa, dentro do projeto “Os Musicais”, além do evento “Plácido na Alma”, apresentado pelo seu pai, diante de 65 mil pessoas, no Estádio Santiago Bernabeu, em Madrid. Já na cidade de Zamora, dividiu o palco com Montse e Cecilia, filhas do famoso casal de soprano, Montserrat Caballe e Teresa Berganza.

Nádia Figueiredo é mineira de Belo Horizonte, começou a cantar aos 10 anos de idade e se dedica ao seu maior projeto, o “Ópera Lounge Music”, onde faz uma homenagem a diversas culturas, países, povos e tradições. No repertório, canções interpretadas em latim, francês, hebraico, esperanto, inglês, russo, alemão, espanhol, hindi e italiano. Neste mês de maio, fará participações em quatro shows da turnê “Europa 2017”, do cantor Daniel. Em Portugal, ela estará com Daniel no Porto, Figueira da Foz, Lisboa e no Indigo at The 2, na cidade de Londres, na Inglaterra. Cada vez mais, tem conquistado seguidores fazendo com que os seus projetos se tornem uma espécie de tratado musical internacional, dando voz e levando mensagens de amor e união com a sua “nova música”. Em 2013, participou de uma cena da novela “Amor à Vida”, da TV Globo, onde cantou uma aria da ópera “Paride Ed Elena”, chamada “O del mio doce ardor”, de Christoph Willibald Von Gluck. Também gravou uma canção do premiado maestro e pianista americano, Joel Spiegelman, que regeu para o ex-presidente da Rússia, Michael Gorbachov. A sua expressiva voz ecoa pelo mundo e atrai o interesse de grandes mestres da música erudita mundial, como Plácido Domingo. A soprano também é comendadora, recebeu a Medalha maestro Carlos Gomes, no ano passado, e recebeu, ainda mês de abril de 2017, a Medalha de Cinquentenário das Forças Internacionais de Paz da ONU.

http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/placido-domingo-jr-e-nadia-figueiredo-trazem-repertorio-de-grandes-canções-a-capital-196564.html