Área Externa

Foo Fighters

Janeiro de 2015

Foo Fighters

Ter estes caras no nosso portfólio de eventos realizados não tem preço!

A turnê comemora os 20 anos de carreira do grupo e revisita os oito álbuns de estúdio, incluindo o último trabalho, que dá nome à série de apresentações. O show longo pode ser um desafio físico para alguns, mas o setlist repleto de sucessos e o carisma de Dave Grohl e companhia afastam qualquer possibilidade de monotonia.

Com ingressos esgotados e 30 mil pessoas na plateia, a banda subiu ao palco às 21h21, seis minutos depois do previsto. Sob gritos, assobios e muitos flashes de celulares, Dave Grohl levou a mão à boca em sinal de silêncio para começar a apresentação e foi rapidamente atendido.

Hoje nós vamos tocar por muito tempo. Nós temos muita música. São três horas para resumir 20 anosDave Grohl

“Something from Nothing”, o primeiro single do novo trabalho, foi a música de abertura, seguida por “The Pretender” e “Learn to Fly”, repetindo a sequência do show em Buenos Aires, na Argentina, no último domingo (18).

Em meio ao som das guitarras e dos pratos da bateria, teve espaço para show do próprio público. Milhares de celulares foram acesos e erguidos, iluminando a noite de rock no pavilhão. Os músicos também pareciam se divertir em cima do palco.

Em um momento jam session, Dave Grohl puxou um cover de “Daft Punk is Playing in my House”, do LCD Soundsystem. Em seguida, o baterista Taylor Hawkins nos vocais cantou “Another One Bites the Dust”, do Queen.

O fechamento incluiu as conhecidíssimas “Best of You” e “Everlong”. Encerrado à 0h07, o show de quase três horas garantiu uma viagem pelos 20 anos de Foo Fighters e mostrou que o grupo tem fôlego de sobra para continuar conquistando fãs.

“Vocês são uma plateia fantástica, muito obrigado”, disse Dave Grohl, prometendo voltar à capital gaúcha, ao fim da apresentação.