Área Externa

Aerosmith

http://whiplash.net/materias/shows/108831-aerosmith.html

Aerosmith esquentou o público de Porto Alegre com clássicos.

Pontual e energético, o grupo norte-americano Aerosmith deu início ao curto giro brasileiro na noite da quinta-feira dia 27 de maio 2010, disposto a enterrar dúvidas sobre as condições físicas dos integrantes para excursionar pelo mundo.

 

Em duas horas, o grupo fez a plateia esquecer a chuva fina e apresentou um repertório de 20 músicas no palco montado no na Área Externa do Centro de Eventos FIERGS, contemplando grande parte dos hits que tornaram a banda referência do hard rock e da música pop nos últimos 30 anos.

 

O quinteto chegou a Porto Alegre na quarta-feira (26). Na quinta, quatro horas antes do show, os músicos partiram para o local do evento, e descansaram em camarins separados, reunindo-se apenas para a janta e para o show. Um otorrinolaringologista e um quiropraxista ficaram à disposição dos músicos nos bastidores.

 

Às 22h05min, cinco minutos após o horário marcado, a produção acendeu as luzes do palco ao som de “Rainy Day Women”, de Bob Dylan (conhecida pelos versos “everybody must get stoned”, algo como “todo mundo deve ficar chapado”), e o Aerosmith deu início ao espetáculo com o hit “Love in a elevator”.

Steven Tyler, o vocalista de 62 anos que quase deixou a banda em 2009 após uma queda de um palco, mostrou estar recuperado e com a costumeira energia – além do figurino obrigatório (calça boca de sino prateada, e o pedestal decorado com lenços).

A segunda música, o clássico hard rock Mama Kin, veio com o início da garoa que molhou os gaúchos até o final do show. Na terceira, “Falling in love (is hard on the knees)”, o Aerosmith mostrou que veio ao Brasil disposto a agradar. “E aí, gaúchos!”, gritou Tyler para a plateia, num português simpático e surpreendentemente sem sotaque.

 

A primeira metade do show foi centrada nos grandes hits da banda, com destaque para as baladas que fizeram uma geração de jovens que cresceram ouvindo música em videoclipes nos anos 90.

A banda dedicou a primeira metade a ganhar a simpatia dos trintões. “Living on the edge”, “Jaded”, “Crazy” e “Crying” vieram em sequência, para delírio da plateia.

Steven Tyler, o vocalista de 62, mostrou muita energia!

 

http://whiplash.net/materias/shows/108831-aerosmith.html